Sapatos, por que amamos?

No Natal do ano passado (2010), mas precisamente dia 24, ganhei uma sandália da minha madrinha. Infelizmente a sandália não coube. Como nunca tinha ouvido falar da loja fui até o site e descobri o endereço. Pelo horário de atendimento, percebi que só poderia ir trocar no sábado. Mas o sábado seguinte era Ano Novo, assim só pude ir à loja no dia 08 de janeiro. Chegando a loja percebi que era sofisticada e eu estava super casual, short, blusa e sandália de dedo. Pois bem, me dirigi à vendedora e falei que queria trocar a sandália, a vendedora abriu a caixa, pegou a sandália e olhou uma etiqueta que tinha embaixo dela. Depois disso veio até a mim e disse que não poderia trocar, pois a sandália tinha sido comprada no dia 27 de novembro, e a loja só trocava até 15 dias após a compra. Eu tentei argumentar dizendo que eu tinha ganhado no natal, sendo assim já ganhei sem ter o direito de trocar. Não adiantou e eu fui embora. Em casa, entrei no site novamente e tentei buscar um telefone de contato, para ver se alguém poderia me ajudar. Não tinha telefone, só um espaço para enviar e-mail. Bem, eu não tinha nada a perder, contei toda a história e enviei. Uma semana mais tarde a representante nacional me ligou, perguntou o que tinha acontecido, e expliquei e ela garantiu que eu ia trocar a sandália. Ela me indicou a procurar a gerente da loja. Feliz e contente voltei à loja e fui direto à gerente, que já tinha recebido a ligação da chefe, é claro! Consegui fazer a troca, a ainda comprei mais dois pares de sapato, isso porque a loja tinha acabado de entrar na promoção. Conclusão: a loja não era obrigada a trocar a sandália para mim, mas poderia já num primeiro instante cativar uma cliente em potencial. Quando eu enviei o e-mail, eu não reclamei (até porque, como eu disse: eles não eram obrigados a trocar), eu contei o que tinha acontecido e perguntei se poderiam fazer alguma coisa por mim.

Anúncios

Ano Novo e cara nova!

Como vocês já viram, o blog esta diferente. Uhuuu!!! Aproveitei o fim de semana chuvoso e mudei a cara do blog. Espero que gostem. Além disso pensei bastante em continuar ou não com o blog e decidi pelo sim. Entretanto, pensei um novo formato, tive inúmeras ideias. Agora, além das minhas  histórias, vou trazer novidade e informações bem bacanas para nós consumidores.

Olá a todos e desculpa a falta de post aqui no meu humilde blog.

Tenho estado bem atarefada nesses últimos meses, mas garanto que

voltei de fato. E com mais historias para vocês.

beijos a todos!!!!

Eu sei que o blog foi feito com a intenção de contar as minhas historias utilizando o sac. Mas o fato que contarei hoje já aconteceu com todo mundo e está ligado com serviço pelo telefone, ou melhor, a venda de um serviço pelo telefone, o que é pior. Eles ligam para você, falam seu sobrenome errado e danan a falar “como” se estivessem com um texto a frente deles.

Pois é, essa semana estava eu no meu estágio com uma lista de pendências (sabe aquela listinha de coisas que você tem que fazer grudada na tela do PC? Essa mesma) e recebo um telefonema de um tal de Deivissom. Ele falava tão rápido que no primeiro momento eu não entendi absolutamente NADA. Pedi para ele parar, respirar e repetir. Ele estava ligando para estar oferecendo um cartão de crédito com muitas vantagens para mim. Interrompi ele novamente e perguntei onde ele tinha conseguido aquele número de telefone. E adivinham? Minha mãe tinha passado para ele. Oi mãe…como assim!?! Com muita educação disse que eu estava no meu serviço e que ele poderia me ligar no telefone residencial depois das 16h e desliguei. Voltei para minha listinha com 12 intens pendentes e 4 com as duas letras mais lindas do mundo ao lado: OK!

Três dias depois atendo o telefone e a Daiana começou todo o texto novamente falando das super vantagens do tal cartão. Interrompi e disse que já tinha recebido aquela ligação e pedido para me ligarem depois das 16h no telefone residencial, disse obrigada e desliguei.  Mas se eles podiam irritar mais, e eles podem, o meu telefone residencial toca, mas não depois das 16h e sim no sábado as 9:30h da manhã. Oi? Deveria ser proibido essas ligações no final de semana. Pois bem,  eu atendi e disse que eu não estava em casa. Hahauhauha!!!

Ah! É claro que eu reclamei com a minha mãe! E é claro que eles vão ligar para o meu estágio na próxima semana…Aff!

Chocólatra, eu?

Chocólatras de plantão, isso com certeza já aconteceu com você alguma vez, por isso leia até o final para saber exatamente o que fazer nessa situação. Comprei uma barra de chocolate ao leite para matar minha louca vontade de comer um doce em plena TPM. A minha TPM é aliviada com chocolate, muuuuito chocolate, não to brincando. Eu posso ter certeza que não tem chocolate na minha casa, mas eu procuro na esperança de encontrar um bombom esquecido ou uma barrinha de cereal que tenha aquela partezinha de chocolate, pois é…loucura! Mas voltando a minha compra. Assim que cheguei em casa abri a barra e ela estava toda esbranquiçada e um pouco fofa. Pois é, a pessoa aqui estava em plena TPM, então até que comi um pedaço da barra. Mas depois não dava mais. Entrei em contato com o SAC, que me explicou que aquele esbranquiçado é a manteiga de cacau que a altas temperaturas vai para a superfície da barra, com certeza era mau armazenamento do produto. Perguntou o lote e o supermercado que eu tinha comprado. Com certeza o supermercado não estava mantendo a barra de chocolate em local arejado. Na mesma semana recebi uma barra novinha e suculenta. Tudo bem que minha TPM já tinha passado, mas chocolate é sempre uma ótima pedida para uma chocólatra como eu.

chiclets_hi_resNão gosto muito de citar nomes de marcas aqui, mas se o caso tem um final legal e feliz, porque não?

Sabe aquelas marcas que de tanta força e presença em nossas vidas viraram nomes de produtos?  Eu acho super interessante. Tipo, chiclete (goma de mascar), gilete (lâmina de barbear), Q-boa (água sanitária), durex (fita adesiva), band-aid (curativo), Mods (absorvente), Maizena (amido de milho) e por ai vai. Você pode não usar todas, mas chiclete e durex eu aposto todas as minhas fichas (sem medo) que sim. Então, o caso desse post é de uma dessas marcas. Chiclets!!!

Já ligamos (digo eu e minhas irmãs) para o 0800 desse produto por dois motivos:

1º – quando eu fui consumir o chiclets, ao invés de ter dois chicletinhos, só tinha um, e tipo, não caiu no chão, até porque você abre a caixinha e vira tudo logo na boca. Ninguém coloca na mão e depois leva a boca, certo? E o 2º caso foi quando os (dois) chicletinhos estavam grudados na embalagem.

Pois bem, com a reclamação, em dias eles enviaram um caixinha com váááários chiclets de vááááários sabores.

E o mais foda é que nesse ano, no dia do consumidor, recebemos uma sacolinha “chickezinha” com produtos da Adams nos agradecendo pela colaboração.  Não é demais?

cadê o 0800

Hoje não contarei bem um caso…..mas uma historia bem recente…

Eu amo pipoca…sério, já substituir uma bacia de pipoca por um jantar. Quer me matar é uma barraquinha de pipoca e eu sem dinheiro. Ah! isso sem falar que hoje não existe mais pipoca de barraquinha que custe um real. Tem pipoca com bolinha de queijo, e até baicon. Mas eu prefiro mesmo a normal, quentinha com um grande copo de guaraná. Tá mas vamos a história… no último jogo do Brasil, na copa das confederações, eu prometi a todos da minha casa fazer pipoca. Abri o pacote novinho e fui fazer feliz e contente…minutos  se passaram e nada de um mísero milho pocar…sério, nenhum…. mas um tempo se passa e nada..até que alguns pocam…pouquissimos. Daí pensei, esse milho deve estar velho. Dias depois eu fui ao supermercado e comprei outro pacote de pipoca porque o  outro estava meio velho como tinha pensado. Comprei da mesma marca, pois sempre comprei essa e sempre foi muito boa, cheguei em casa e fui fazer, adivinha? A mesma coisa aconteceu. Agora eu tenho dois pacotes de pipoca que o milho não estoura. Daí fui para o pacotinho e comecei a procurar o 0800, e vocês não vão acreditar, não tinha 0800, tinha um telefone lá de São Paulo. Oi? eu não vou gastar horas de interubano para reclamar de pipocas …. pois já decidi – não compro mais essamarca. Primeiro o milho não estoura, segundo não tem um 0800. Fala sério.